O Doutorado em Ciência Política caracteriza-se como centro produtor de teses. É, assim, voltado para o treinamento de pesquisadores de alto nível voltados para criação e a elaboração de investigações originais que tragam efetiva e original contribuição à área de conhecimento em que desenvolvem seus estudos e pesquisas.

Levando em consideração a exigência de o aluno precisar terminar seu Doutorado em Ciência Política no prazo máximo de quatro anos, o colegiado do PPGCP estabeleceu o seguinte:

1ª) Logo no início do primeiro período letivo de cada nova turma, será estabelecida vinculação imediata entre os novos alunos e o corpo docente do PPGCP. Tanto no Curso de Mestrado, como no de Doutorado, antes de começo do semestre inicial, o Coordenador designará o tutor de cada doutorando, tendo em vista, entre outros critérios, os perfis e interesses acadêmicos do professor e aluno. Até o final do primeiro semestre, ambos deverão confirmar sua relação acadêmica; isso ocorrendo, o tutor passará a se denominar orientador. Havendo desinteresse de ambos, ou de apenas um, caberá ao Coordenador indicar novo orientador, ouvido o doutorando.

2ª) Organizar grade curricular que permita ao aluno concluir seu curso em 48 meses, de modo que o aluno possa:

a) dispor de sólida base teórica e metodológica na área da Ciência Política, com cadeiras obrigatórias;

b) ter acesso a uma grade flexível de disciplinas optativas, ensejando ao doutorando amplo descortino das duas áreas de concentração do Programa, assim como suas respectivas linhas temáticas de pesquisa e projetos em andamento;

c) beneficiar-se de uma estrutura curricular que, atendendo aos quesitos acima, afunile, gradativamente, o campo de interesse, permitindo-lhe a fixação do tema de pesquisa que irá servir de base à sua tese em uma das áreas de concentração do PPGCP. Será, no entanto, devidamente valorizado o desenvolvimento das idéias oferecidas pelo doutorando no seu plano de trabalho quando de sua candidatura ao Doutorado do PPGCP.

3ª) Disciplinar o tempo do curso de tal modo que ele possa:

a) cumprir todos os créditos obrigatórios e optativos no seu primeiro ano, mesmo no caso dos alunos que precisem seguir a cadeira de Teoria Política II (ver item “estrutura curricular”);

b) apresentar e defender, entre o final do segundo semestre letivo e o início do terceiro, Projeto de Tese perante banca designada pela Coordenação, a partir de indicação do professor-orientador;

c) submeter-se a Exame de Qualificação no final do quinto semestre perante banca designada pela Coordenação, a partir de indicação do professor-orientador. Nessa etapa o doutorando deverá apresentar parte substancial de sua pesquisa, demonstrando que o trabalho de investigação apresentou desenvolvimento satisfatório;

d) defender sua tese no prazo máximo de 48 meses, a contar a partir do seu ingresso no Doutorado do PPGCP;

e) exigir dos doutorandos relatórios semestrais a partir do terceiro semestre acadêmico até à conclusão do curso. Esses relatórios, administrados pelos professores-orientadores, valerão nota/conceito e farão parte do histórico escolar do candidato.

Skip to content