Escolha uma Página

Departamento de Ciência Política

Universidade Federal Fluminense

Dissertações 2016

APARECIDO DE JESUS SILVA

  • LATTES: http://lattes.cnpq.br/4234484172959343
  • TÍTULO: A CONSTRUÇÃO DO SUJEITO POLÍTICO GARI: DA CRISE DE REPRESENTATIVIDADE SINDICAL AO SURGIMENTO DE NOVOS ATORES POLÍTICOS
  • ORIENTADOR: CLAUDIO DE FARIAS AUGUSTO
  • RESUMO: A pesquisa tem como objetivo entender os acontecimentos que levaram a greve dos garis em
    2014, bem como sua organização, motivação e a conquista de seus objetivos. Busca-se refletir sobre as formas de organização, principalmente aquelas que se dão de maneira autônoma, sem participação de intuições formais liderando o processo. Para a compreensão dos aspectos históricos da classe trabalhadora, utilizou-se os aportes teóricos de Karl Marx, Lukács, Eric Hobsbawm e E. Thompson. Para refletir sobre a crise e atuação sindical, os movimentos sociais e a organização dos trabalhadores autônomos foi fundamental a contribuição de José Luiz Fiori, Alcir Lenharo e Eder Sader. Por fim, sustenta-se que os trabalhadores podem se organizar estando fora do chão de fábrica, utilizando-se outros referenciais para tal, que vão além dos tradicionalmente pensados, como foi o caso dos garis da cidade do Rio de Janeiro. Para esta pesquisa, utilizou-se métodos qualitativos, que vão desde a realização de entrevistas com os atores envolvidos no processo e acompanhamento de algumas reuniões, até a análise documental de veículos midiáticos e publicações elaboradas pelo grupo.
  • PALAVRAS-CHAVE: classe trabalhadora; garis; greve; autonomia.

CAROLINE SOARES DE ANDRADE CALDAS

  • LATTES: http://lattes.cnpq.br/8118133027127116
  • TÍTULO: NADA MAIS QUE A VERDADE? UM MAPEAMENTO DA EXPERIÊNCIA DE JUSTIÇA DE TRANSIÇÃO BRASILEIRA
  • ORIENTADORA: CRISTINA BUARQUE DE HOLANDA
  • CO-ORIENTADORA: MARIANA THORSTENSEN POSSAS
  • RESUMO: A presente dissertação tem por objeto mapear os mecanismos de justiça de transição adotados
    no Brasil, desde as primeiras ações tomadas pelo Estado até a criação da Comissão Nacional da Verdade, passando pelas primeiras ações criminais propostas pelo Ministério Público Federal. O objetivo geral da dissertação é realizar análise crítica sobre o percurso brasileiro da chamada justiça de transição e sobre as demais investidas do Estado para lidar com as violações de direitos humanos ocorridas no período do regime autoritário iniciado em 1964. Nos últimos anos, o termo justiça de transição é amplamente divulgado e adotado na agenda política como pauta de atuação, entretanto, esse é um tema que ocupa os debates público e intelectual fora do país há mais tempo. Desencadeadas as transições políticas para a democracia, ocorridas a partir de 1974 com a revolução dos Cravos em Portugal, muitos Estados adotaram políticas de resgate do passado para prestar contas sobre violações de direitos humanos ocorridas no período de guerras civis ou durante regimes autoritários e, no Brasil, este movimento não se deu contemporaneamente à transição política. Neste trabalho, será realizado um percurso do panorama internacional e mapeamento da trajetória brasileira para entender de que modo o Brasil adotou e adaptou a “cartilha internacional” de justiça de transição.
  • PALAVRAS-CHAVE: Justiça de Transição; Direitos Humanos; Comissões da Verdade; Ministério Público Federal.

MARCEL VIDAL DE ALBUQUERQUE

  • LATTES: http://lattes.cnpq.br/7494446713773239
  • TÍTULO: DEMOCRACIA REENCANTADA: PARA ALÉM DO PARADIGMA DO AUTOINTERESSE
  • ORIENTADOR: CARLOS HENRIQUE AGUIAR SERRA
  • RESUMO: Esta dissertação aborda o paradigma do autointeresse em seu processo histórico, de onde emergem duas ordens sociais liberais cujas fontes maiores são Hobbes e Smith. Através da exposição dos modelos democráticos categorizados por Macpherson, atribui-se ao Utilitarismo a constituição de um regime discursivo capaz de conciliar Democracia e Capitalismo, em que o Liberalismo não dispensa o mecanismo de exceção. Vislumbrando o fortalecimento de um operador social que dê vazão à cooperação sem destituir a heteronomia, de modo a produzir uma democracia efetivamente participativa e por isso reencantada, mas sob um argumento secular, é defendido um reconhecimento minimalista de direitos jurídicos e materiais a partir da teoria da Dádiva, de Marcel Mauss.
  • PALAVRAS-CHAVE: Autointeresse. Democracia Liberal. Exceção. Dádiva. Reencantamento.

MICHAEL BATISTA LIMA

  • LATTES: http://lattes.cnpq.br/0514788036855723
  • TÍTULO: AS UNIDADES DE POLÍCIA PACIFICADORA EM ATIVIDADE REAL E TELERREAL: DA POLÍTICA PÚBLICA E DA COBERTURA JORNALÍSTICA SOBRE CONFLITO E SEGURANÇA NO RIO DE JANEIRO
  • ORIENTADOR: CARLOS HENRIQUE AGUIAR SERRA
  • RESUMO: Sob orientação do conceito-ferramenta ideologia, a guiar a atuação profissional de algumas instituições da sociedade, como jurídico-políticas, policiais e dos meios de comunicação de massa, a presente dissertação investiga os variados discursos, e suas repercussões políticas, em torno de um projeto de segurança pública designado de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), na cidade do Rio de Janeiro. Tendo como hipótese principal a base dos meios de comunicação como um setor econômico avançado a moldar uma multidão crescente de indivíduos dominados e formados por relações econômicas, a ideologia como essência do espetáculo será a principal produção da sociedade atual a ensejar um consenso entre as classes médias urbanas, através de discursos de consistência mais lógica e abstrata do que empírica e material, sobre a realidade da política de segurança veiculada por jornais selecionados por este estudo. O objetivo empírico da pesquisa está na análise de falas em torno da implementação das UPPs sob a hipótese de haver nas falas públicas conteúdos conceituais cuja repercussão política enseje a reprodução do isolamento social entre “asfalto e favela”. O estudo visa localizar, na análise das diversas declarações públicas, determinada associação de ideias estruturadas nos discursos, representadas pelos conceitos território/violência/pobreza, que podem desvelar o aspecto da ideologia como um aparelho político de reprodução de segregação social dentro da “cidade partida” e a instalação de repercussões nas instituições de controle e repressão, haja vista as grandes dimensões de irradiação e atravessamentos de ideias, neste caso, estereotipadas, via (tele)tecnologias, como capazes de exercer mediações sociais. O percurso teórico propõe compatibilizar a análise das diversas falas com algumas das diversas concepções de ideologia particular, como com a “ideologia da defesa social”, a “ideologia da notícia”, a “ideologia moral”, a “ideologia da diferenciação”, a “ideologia do mérito”, enfim, a ensejar a difusão informativa de um estado de exceção com possíveis adjacências na forma de diversos produtos da indústria cultural de massa.
  • PALAVRAS-CHAVE: Espetáculo. Estado de exceção. Estereótipo. Ideologia. Pobreza política. Telerrealidade. Territorialidade.

PATRÍCIA DE ARAÚJO COSTA

  • LATTES: http://lattes.cnpq.br/3333168006108925
  • TÍTULO: AO VENCEDOR A VERDADE: OS ARQUIVOS DA HISTÓRIA E O INSTANTE DA AÇÃO
  • ORIENTADOR: GISÁLIO CERQUEIRA FILHO
  • RESUMO: Esta dissertação propõe discutir acerca do conceito de verdade, e para além deste conceito, a pluralidade de pontos de vista. Todo arquivo intitulado como verdadeiro ou não, é assim nomeado devido aos interesses e escolhas políticas. Cada arquivo revela um dado ponto de vista, assim como, cada releitura é única. A partir dos pensadores Jacques Lacan, Jacques Derrida e Hannah Arendt, este trabalho apresenta a discussão acerca da linguagem e do arquivo e se é possível identificar a ação da escrita. Como pano de fundo desta argumentação é apresentada a visão da Guerra Civil espanhola como exibida em Homenagem a Catalunha, de George Orwell, da mesma maneira em que ela é confrontada com perspectivas produzidas por historiadores pró-republicanos.
  • PALAVRAS-CHAVE: Verdade; Arquivo; Ação; Instante; Guerra Civil Espanhola.

PATRICIA DE OLIVEIRA BURLAMAQUI

  • LATTES: http://lattes.cnpq.br/6620703529177610
  • TÍTULO: O CASO DA “POLÍTICA DE PACIFICAÇÃO”: PROCESSO DE FORMAÇÃO DE AGENDA DA SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DE RIO DE JANEIRO
  • ORIENTADOR: EDUARDO RODRIGUES GOMES
  • RESUMO: Esse trabalho é um estudo sobre a formação da agenda da segurança pública do Estado do Rio de Janeiro. O objetivo foi investigar em que medida a política de “pacificação” (Decreto-Lei Nº. 42.787 de 06/01/2011), entrou nessa agenda como uma caracterização de uma política distinta às políticas até então existentes na área de segurança pública de combate à violência provocada pelo tráfico de drogas. E para responder essa pergunta dialogamos com a literatura sobre processo de formação da agenda de políticas públicas e, particularmente, com os seguintes referenciais analíticos: a teoria dos múltiplos fluxos (KINGDON, 2003) e a abordagem institucionalista, a teoria gradual da mudança institucional (THELEN E MAYONEY, 2010). A partir dessa literatura, o trabalho proposto procurou testar as hipóteses interligadas de janela de oportunidade e mudança gradual nessa agenda. Além disso, fizemos uma reconstrução da agenda da segurança pública do Estado do Rio de Janeiro desde a década de 80.
  • PALAVRAS-CHAVE: políticas públicas, processo decisório, formação da agenda, institucionalismo histórico, mudança institucional, segurança pública, policiamento comunitário, “política de pacificação”.

VERENA SEELAENDER DA COSTA

  • LATTES: http://lattes.cnpq.br/2815983155322549
  • TÍTULO: MITO E DESTINO Considerações a partir do conceito de violência em Walter Benjamin
  • ORIENTADOR: CARLOS HENRIQUE AGUIAR SERRA
  • RESUMO: Este trabalho pretende fazer um panorama do conceito de violência apresentado por Walter Benjamin (1892-1940) e esclarecer, a partir desse conceito, o que mito e destino significam no pensamento do autor. Para tal, é realizada uma análise do texto “Para a crítica da violência”, escrito por Benjamin em 1921, no qual são apresentados os conceitos de “violência mítica” e “violência divina”. As categorias “mito” e “divino”, porém, foram trabalhadas em outros textos de Benjamin e estes são base para a construção dos conceitos no texto sobre violência – ainda que também sob influência de outros autores, como Georges Sorel (1847-1922). Para buscar uma definição para tais categorias, foram analisados também os textos da autoria de Walter Benjamin “Destino e caráter” de 1919, a tese de livre-docência “Origem do drama trágico alemão” de 1928 e “Sobre a linguagem em geral e sobre a linguagem do homem” de 1916 e a primeira parte do livro “Dialética do Esclarecimento” (1944) de Theodor W. Adorno e Max Horkheimer. O elo que une esses textos é a reflexão, empreendida por Benjamin principalmente durante a juventude, sobre a relação entre mito e as formas de organização socio-políticas – dentre elas, a própria política institucional, o direito, a linguagem, etc. O pensamento mítico expõe como a modernidade estrutura suas bases muitas vezes em conceitos metafísicos como o de culpa, expiação, destino e fatalidade sem que isso, por outro lado, se mostre explicitamente
  • PALAVRAS-CHAVE: Violência, Walter Benjamin, Mito, Destino.

VICTOR COUTO TIRIBÁS

  • LATTES: http://lattes.cnpq.br/1111036737697079
  • TÍTULO: O Semeador de Metafísica: ou, quando Medusa defrontou-se com um cego
  • ORIENTADOR: CESAR LOUIS CUNHA KIRALY
  • RESUMO: O intuito desta dissertação será descrever as pedras – ou elementos mínimos – que compõem a experiência da Politika na Grécia Arcaica, e que terão reflexo no Mundo Clássico. Trocando em miúdos, tratar-se-á de descrever um arranjo específico de elementos coagulados ao longo de séculos, que terão passado por tortuosas veredas, e muitos dos quais certamente não apareceram com o propósito de servir a Politika, mas foram por ela capturados ao longo do tempo. Estaremos muitas vezes diante de elementos imponderáveis, emergidos ao acaso, com mote alheio àquele de virem a ser aproveitados naquela dieta. Contudo, também estaremos diante de alguns tantos outros componentes meditados e pensados com o intelecto de verdadeiros demiurgos. Em escopo mais geral, o texto pretenderá, portanto, percorrer este caminho a fim de mostrar as afinidades entre poesia e política.
  • PALAVRAS-CHAVE: Poesia; Grécia Arcaica e Clássica; Política; Demiurgia.