Escolha uma Página

Departamento de Ciência Política

Universidade Federal Fluminense

ANPOCS
Grupos de Trabalho na ANPOCS, 2011 e 2012
por

O corpo docente do PPGCP, para o biênio 2011 e 2012, possui dois coordenadores de grupos de trabalho:

Violência, criminalidade e punição no Brasil

Carlos Henrique Aguiar Serra
Marcos César Alvarez, Sociologia da USP

As sociedades contemporâneas têm enfrentado desafios crescentes no que diz respeito ao crime e às instituições voltadas para seu controle, ao conviverem com taxas crescentes de criminalidade e de encarceramento. Uma abordagem que coloque tais fenômenos em perspectiva pode propiciar a emergência de novos repertórios práticos e simbólicos que criem linhas de fuga diante dos aparentes consensos que demarcam as ações na área. Embora as Ciências Sociais no Brasil tenham avançado nos estudos e pesquisas voltados para as questões da violência, da segurança e da justiça criminal, a reunião de trabalhos que tenham como eixo comum a abordagem que conjugue Sociologia e História permitirá aprofundar o conhecimento destas questões. O GT abre-se tanto para discussões teóricas que tratem do tema da punição e de suas transformações na contemporaneidade, quanto para trabalhos que problematizem as percepções e teorias sobre punição no Brasil, bem como as mutações de nosso sistema de justiça, do sistema prisional e temas correlatos.

Pensamento social latinoamericano

Carlos Eduardo da Rosa Martins
Sedi Hirano, Sociologia da USP

O GT de pensamento social latino-americano pretende: a) Buscar um marco interpretativo para as grandes questões sociais e políticas latino-americanos, capaz de destacar suas expressivas identidades e diferenças nacionais. Partimos da compreensão da América Latina como uma formação social específica, complexa e diferenciada, que partilha de forma distinta, em seus Estados nacionais e povos, processos históricos comuns: colonialismo, pós-colonialismo e desenvolvimento primário-exportador, industrialização substitutiva, desenvolvimento associado, e neoliberalismo e sua crise. b) Dedicar-se ao estudo das principais correntes de pensamento que interpretaram e formularam os grandes problemas regionais e nacionais latino-americanos, saber: O pensamento independentista e pós-colonial, as teorias do desenvolvimento, as teorias da dependência, as teorias dos modos de produção, as teorias neodesenvolvimentistas e democráticas, as teorias neoliberais e as teorias indianistas. Enfatizaremos suas implicações para a soberania,o desenvolvimento, a democracia, a equidade e a sustentabilidade de nossas formações sociais.

quinta-feira
14 abr 2011